Imogen Heap conta como conheceu Ariana Grande e fala sobre sua versão de “Goodnight and Go”
25.08.18






Imogen Heap concedeu recentemente uma entrevista ao site da Billboard, na qual falou sobre sua relação com Ariana Grande e deu sua opinião sobre o cover da cantora da música “Goodnight and Go” (2005) que está presente no álbum “Sweetener“. Confira logo abaixo:

Billboard: Você sabia que Ariana estava planejando refazer “Goodnight and Go”?
Imogen: Eu sabia, mas demorei para saber. Acho que ela vinha trabalhando nisso há um bom tempo – acho que ela esqueceu que fez aquilo, então ela foi lembrada e me perguntou.

Billboard: Quando você descobriu que ela estava trabalhando nesse remake?
Imogen: Bem, ela twittou um vídeo – com a melodia do finalzinho da música – e foi realmente linda. Eu fiquei surpresa e pensei “nossa, soa melhor que eu”. Então ela continuou twitando sobre isso e as pessoas falavam, “Você vai fazer um cover de ‘Goodnight and Go’?“. Então, seu irmão Frankie Grande me enviou um texto com a música, e eu ouvi e pensei que era realmente ótimo. Eu amei. Estou tão feliz. É como se fosse um presente: quando alguém famoso pega uma música que já teve o seu dia e dá uma segunda vida, é um verdadeiro presente. Eu acho que ela fez uma versão linda disse projeto. Eu amo aquele verso picante que ela coloca lá e torce no final. É enorme para mim ter uma faixa em um grande álbum. Uma música em seu álbum é como dez dos meus álbuns, então é bem legal. É como um presente.

Billboard: Vocês já se conheceram antes?
Imogen: Sim. Eu a conheci algumas vezes. Eu recebo muitos fãs me enviando clipes dela, eu vi um pouco do seu trabalho no YouTube. Antes mesmo de lançar o disco, ela estava fazendo samples muito legais de sua voz e usando um harmonizador. Eu pensei que ela era muito boa.  Gostaria de mandar uma mensagem para ela e dizer: “Isso é ótimo”. Eu acho que para o aniversário de 21 anos dela – a mãe dela me mandou um e-mail de alguma forma e perguntou: “Ariana pode vir jantar?” Então ela veio até minha casa no meio do rural nos arredores de Londres e eu não tinha o meu celular ligado, então eu não consegui ouvi-la me chamando e eles estavam completamente perdidos subindo e descendo por essa esquisita rua dos campos. Eu acho que Ariana realmente pensou que seria assassinada ou sequestrada. Por fim, abri a porta e lá estava ela. Eu sabia que ela viria então eu cozinhei para ela algumas lentilhas porque ela é vegana. Tentei fazer algo meio saboroso. Durante essa reunião, ela também experimentou minhas luvas. Eu tenho essas luvas de mi.mu de composição musical que eu tenho feito há oito anos. Ela foi uma das primeiras pessoas a usá-las no palco fora de mim. Eu lembro de falar com ela sobre sua música. Naquela época, ela estava trabalhando em Dangerous Woman. Lembro-me dela dizendo: “Um dia, provavelmente meu quarto álbum, eu realmente vou me divertir e ser totalmente eu mesmo. Eu realmente vou ser fiel a mim mesma”. Quando eu ouvi Sweetener no outro dia, eu estava pensando que esse era um disco realmente aventureiro. Parece que ela realmente se divertiu. Ela passou por muitas coisas – ela está lidando muito. Acho que algumas pessoas podem não gostar e algumas pessoas vão adorar, e é exatamente isso que um artista deve fazer. Parabéns a ela por fazer isso – não é fácil fazer isso quando você está em um nível tão alto. É muito difícil ser verdadeiro consigo mesmo. As pessoas esperam um certo tipo de registro e ela lhes deu o que ela queria dar.

Postado por: Felipe Lira